Cérebro pode ajudar a formar um campeão

Ciência relativamente nova, surgida na década de 70 nos Estados Unidos, a Programação Neurolinguística (PNL) ainda é pouco conhecida em nosso país. Baseada no Autoconhecimento , que fornece as bases da saúde mental e emocional, a PNL não é uma técnica mística, mas sim um conjunto de meios práticos para se conseguir ter uma ação eficaz.

Chama-se Programação, porque podemos programar o que desejamos fazer para modificar comportamentos indesejados; Neuro porque é no cérebro que acham-se as bases de nossas ações. Lingüística pois pôr meio da linguagem verbal ou não verbal é que é feita nossa comunicação, em pensamentos com os outros. Para o treinador de Gustavo Kuerten, Larri Passos, modelar a cabeça de um tenista é o principal meio de formar um campeão. Adepto da Neurolinguística, Passos sabe que preparar uma pessoa para responder a um desafio é um trabalho que envolve também a emoção. Ao fazer com que Kuerten reconheça cada emoção e a energia contida nela, na realidade Larri o ensina a lidar com suas emoções com controle, ousando, utilizando todos os seus recursos internos.

Conclusão: o grande controle das emoções permitiu o brilhante desempenho de Gustavo Kuerten. Quando a pessoa confia em si mesma sabe como manter um diálogo interno nos momentos de tensão. Consegue "ancorar" um golpe em experiências positivas de sua vida. Não se deixa abater pôr circunstâncias adversas, nem pelo comportamento irracional de algumas pessoas.

A Neurolinguística (PNL) adotada por Larri Passos no treinamento de Gustavo Kuerten nada mais é do que um conjunto de técnicas pragmáticas, pelas quais o indivíduo aprende a viver melhor e a atuar de maneira eficiente nas situações que os cercam...

Ao treinar o tenista, Larri sabe muito bem que em vez de dizer "não é assim que se faz, não é desse jeito que se bate", o correto é o professor , com a raquete na mão, ensinar ao aluno a maneira certa de fazer. Nosso cérebro não registra o "não". Quer ver? Se eu disser : "Não pense em amarelo", a primeira coisa que deve vir á cabeça das pessoas é a cor amarela.

A PNL é um processo que ensina uma pessoa a usar melhor seu potencial, estimulando o desenvolvimento de comportamentos positivos. Isso serve para o tênis, o automobilismo ( Emerson Fittipaldi declarou certa vez que utiliza recursos de PNL quando está ao volante), o hipismo, o futebol, o basquete, o vôlei, a todas as modalidades esportivas, assim como para nossa vida pessoal. Mesmo com as dificuldades que atualmente enfrenta para adaptar seu estilo de jogo ás quadras de grama, Kuerten, nosso surfista de apenas 20 anos, apesar de seu problema temporário de saúde, brilhou nas quadras de saibro européias e virou ídolo. Ele conhece suas limitações e seu potencial, acredita em si e nas suas extraordinárias pegadas em bolas baixas, algumas com efeito, outras carregadas como verdadeiras dinamites, que foram a perdição de cada um de seus adversários. Parabéns Kuerten e Larri.

Revista YOUNG janeiro 1997 - Por: Gilberto Craidy Cury
Presidente da Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística

Você está aqui: Home ESPORTES Cérebro pode ajudar a formar um campeão