FOTOLEITURA - Usar o seu cérebro como um todo para ler e aprender é bem mais fácil do que você possa imaginar

Paul R. Scheele, MA

Por um acaso você comprou alguns livros sobre PNL e ainda não os leu? As vezes começa a ler um livro apenas por alguns capítulos até colocá-lo naquela pilha dos “livros a serem lidos algum dia”?

Se este é o seu caso, não se sinta culpado. Você não é o único. Esses são problemas comuns nessa “era de excesso de informação.” Mesmo sendo um leitor insaciável as vezes fica difícil de se manter em dia com a leitura.

Em 1985 completei 5 anos de experiência como Master Practitioner em Programação Neuro-Lingüística (PNL). Então passei a estudar as áreas de aprendizagem acelerada e ensino. Ao tomar conhecimento que o cérebro humano possui uma incrível capacidade de aprendizagem, me perguntei “E se a mente humana pudesse processar informações escritas de uma maneira tão rápida quanto pudéssemos virar as páginas de uma livro?”

Durante meu trabalho de graduação em aprendizagem de adultos pesquisei diversos sistemas de leitura rápida. Utilizando PNL modelei leitores eficientes, sistemas de aprendizagem acelerada e especialistas em leitura dinâmica.

Desse trabalho surgiu um sistema de leitura acelerada e mente-total chamado FotoLeitura. A técnica de FotoLeitura de “mentalmente fotografar” materiais escritos é a marca registrada do sistema.

O objetivo é o de ler o que for preciso no tempo disponível e no nível de compreensão necessário. Isso é possível ao se ensinar as pessoas as habilidade necessárias para lidar com qualquer tipo de material e assim conseguir as informações desejadas sem tensão, estresse ou ansiedade.

Os critérios básicos do curso são:

  1. Mudança de atitude. Os problemas habituais de leitura são mantidos devido a como lidamos com o excesso de informação. Ao invés de tentar ler mais rápido, o problema essencial deve ser enfrentado, como lidar com as estratégias não funcionais de leitura.

  2. Mudar a leitura, ao deixar o método tradicional e criar uma série de opções. Por que devemos ler todo o material “dando duro” do início ao fim, quando temos uma dúzia de maneiras diferentes de conseguir a informação necessária?

  3. A melhora vem com a maneira de lidarmos com o problema, e não por praticar um certa técnica. A maioria das pessoas desistem de praticar uma técnica. O que se faz necessário é uma nova maneira psicológica de lidarmos com a procura de informação de materiais escritos (um novo paradigma) e não uma prática repetitiva de uma técnica pouco natural. (Eu não gosto de leitura dinâmica por causa disso).

  4. Ênfase em como usar a mente em vez de insistir na leitura e sua velocidade, focalizando mais em como usar a mente de maneira eficaz no aprender a como aprender das informações escritas.

“Tempo é uma oportunidade igual para todos. Todos os seres humanos têm exatamente a mesma quantidade de horas e minutos todos os dias. Os ricos não conseguem comprar mais horas. Cientistas não conseguem inventar novos minutos. E você não pode guardar tempo para utilizá-lo um outro dia. Mesmo assim, o tempo é extremamente justo e generoso. Não importa quanto tempo se perdeu no passado, ainda temos um amanhã inteiro. O sucesso depende de usarmos com sabedoria -- planejando e estabelecendo prioridades. O fato é que o tempo vale mais que dinheiro e ao se matar o tempo, estamos matando nossas chances de sucesso.”

Denis Waitley
The Joy of Working

 

 

INTEGRANDO 3 TECNOLOGIAS PODEROSAS

 

O curso de FotoLeitura é 96% eficaz em ensinar as pessoas essas estratégias avançadas de leitura, devido a integração da PNL, aprendizagem acelerada e do processamento pré-consciente.

PNL - ajuda a acessar as potencialidades cerebrais de percepção, de memória e mudança. A FotoLeitura utiliza a PNL para produzir o estado mental e corporal ideal para a entrada, processamento e saída das informações que foram FotoLidas. Durante o curso a PNL é um instrumento de auxílio ao contornar as barreiras pessoais internas à aprendizagem.

APRENDIZAGEM ACELERADA - é um conjunto de princípios de aquisição de informação e novas capacidades que utiliza uma pequena fração do tempo normalmente necessário para aprender. Essa tecnologia foi desenvolvida pelo Dr. Georgi Lozanov para um rápida aprendizado de uma língua estrangeira. Também é conhecido como superaprendizagem, aprendizado interativo e aprendizado sugestivo. Esses princípios formam um modelo para o aprendizado de qualquer informação escrita de maneira eficaz e rápida.

PROCESSAMENTO PRÉ-CONSCIENTE - as pesquisas realizadas nesse campo sustentam que o cérebro possui um processador pré-consciente capaz de compreender, discriminar e responder as informações em milissegundos (Perfetti, 1985 e Dixon, 1981). Além disso possuímos uma memória não-consciente que excede em capacidade a memória consciente em 10 bilhões a 1 (Wenger, 1987). Durante o processo de FotoLeitura, o leitor utiliza a fenomenal capacidade da mente interior para alcançar novos níveis de sucesso durante a leitura.

fotolit1Existe um profundo parentesco que une FotoLeitura, PNL e aprendizagem acelerada. Isso é comprovado pelo trabalhos de diversos trainers em PNL que são também instrutores de FotoLeitura. Alguns desses trainers são Dot Feldman, Kay Grask, Richard Clarke, Robert Siudzinski, Frances Wiggins, Deanna Sager e Michael Lofrano. Qualquer um deles pode descrever os efeitos que a tecnologia da FotoLeitura teve no direcionamento e estruturação de suas atividades. Em todos os casos houve um fortalecimento no comprometimento de transformar como aprendemos a aprender.

A FotoLeitura Utiliza um Processo Simples e Fácil de Usar

Na técnica de FotoLeitura temos duas etapas relativamente simples, porém muito importantes: primeiro, a entrada da informação através do processador pré-consciente, onde esta informação é direcionada a área mais profunda de memória da mente não consciente. A segunda etapa é recuperar essa informação, trazendo-a da área não consciente para a memória de trabalho da mente consciente.

Para que essa entrada da informação através do processador pré-consciente seja eficaz, os estudantes de FotoLeitura devem desenvolver um “outro tipo de visão” (Zink, 1992) que é bem diferente do foco central geralmente utilizado na leitura. Este “outro tipo de visão” é chamado de FotoFoco.

O FotoFoco é uma maneira de olhar utilizando a visão periférica a fim de permitira absorção da informação pelo cérebro. Além de facilitara FotoLeitura, esse processo também tem fortes ramificações com outras áreas da vida, como aumento da intuição, criatividade, percepção e o fortalecimento do sistema visual.

O aspecto mais fascinante da FotoLeitura é aprender a acessar informações processadas de maneira pré-consciente. Aristóteles foi o primeiro a escrever sobre esse tipo de acesso. Estudos realizados por cientistas na era Moderna iniciaram no inicio deste século (Poetzl, no livro de Dixon, 1981). O processo de acessar tais informações é sutil, pois reconhecer os sinais da mente não consciente é muito próximo de estudar a intuição ou lembrar-se de um sonho.

No curso de FotoLeitura, os estudantes aprende um meia dúzia de maneiras de reconhecer e “ativar” as informações registradas pela mente não consciente. Ao invés de analiticamente tentar lembrar das informações vindas da mente consciente, os FotoLeitores aprendem a utilizar a orientação da mente não consciente para rapidamente achar os maiores significados do material escrito. A mente direciona aos itens essenciais permitindo uma rápida compreensão. Consequentemente, é possível melhorar a eficiência de leitura de uma maneira praticamente instantânea (Smith, 1979).

 Praticamente 95% do tempo utilizado com leitura envolve o árduo processo da mente consciente através daquilo que conseguimos ver (Stauffer, 1969). A FotoLeitura traz resultados imensos na redução de tempo ao circundar o processamento da mente consciente, que apenas pode se ater a 7 bits de informação ao mesmo tempo.

A FotoLeitura Produz Resultados Reais para a Vida

FotoLer é mudar velhos paradigmas que limitam nossas escolhas de aprendizagem e leitura. É estar aberto as grandes possibilidades da mente não consciente. Como efeito, a FotoLeitura pode se tornar uma nova e revigorante filosofia devida.

A beleza da FotoLeitura é ser uma tecnologia de ponta no desempenho humano facilmente aplicada na vida real. É tão natural como andar de bicicleta. É flexível o suficiente para ser eficaz com relatórios altamente técnicos e com a leitura de diversão.

Aqui temos alguns exemplos que como as pessoas estão utilizando a FotoLeitura:

Homens de negócio: quase 38% do tempo de um executivo é gasto com leitura (Investor’s Daily, 1991), há um grande benefício para as empresas com empregados treinados em FotoLeitura. A leitura de negócio é feita rapidamente, auxiliando as pessoas a se manterem bem informadas e a tomarem decisões mais eficientes.

  • Ao utilizar esse sistema mente total de leitura, algumas pessoas chegam a ler totalmente jornais em 15 a 30 minutos. Jornais e revistas especializadas podem ser totalmente lidas no mesmo tempo utilizado para se ler um artigo.
  • Se torna um prazer se manter atualizado com os últimos livros de negócio. FotoLeitores como o Dr. Bill Hembre da empresa DDS da Flórida, terminam livros em apenas uma noite (no mesmo tempo que geralmente levam as pessoas a lerem apenas alguns capítulos).
  • Engenheiros, analistas e gerentes de projeto conseguem rapidamente juntar as informações essenciais para o entendimento e assim iniciar de maneira eficaz as soluções para os problemas. Gerentes de empresas como IDS e 3M aplicam as técnicas para diminuir a carga de trabalho. Ao invés de dedicar horas na leitura de relatórios, os mesmos agora só levam de 11 a 14 minutos.
  • Uma queixa comum de homens de negócio é o de ter que levar leitura do trabalho para casa. Ao utilizar FotoLeitura equipes de projetos da Dupont apenas gastaram alguns minutos na noite anterior a reunião para lidar com relatórios importantes. Ao se reunirem os membros da equipe ativaram os mesmos materiais por mais 7 minutos antes de iniciarem a discussão. O tempo deles foi usado para resolver os problemas, e não com uma leitura exaustiva e de baixa compreensão.
  • Técnicos em serviço ficaram maravilhados ao reduzirem seu tempo de estudos a uma pequena fração do tempo usual. Todd Lorang, um técnico da empresa Honeywell, descobriu que poderia folhear rapidamente matérias de uma maneira bem relaxada. O melhor aconteceu em seu trabalho ao achar facilmente as informações essenciais nos diversos manuais de referência.
  • Para aqueles profissionais que são obrigados pelo Estado a freqüentar aulas de Educação Profissional Continuada, FotoLeitura é uma dádiva. Nas áreas como direito, odontologia, enfermagem e corretagem de imóveis, os profissionais têm passado por suas aulas de maneira confortável e terminando a leitura em uma fração do tempo usual e com maior compreensão.

Estudantes: algumas das melhores estórias vêm dos estudantes, pois eles têm várias oportunidades de provar a eficácia da FotoLeitura. A seguir algumas dessas estórias.

  • Imagine utilizar apenas uma hora e não de 6 a 8 horas com estudo, apenas ao reduzir o tempo com leitura. Os estudantes universitários FotoLêem o material de todo o semestre em apenas uma noite, logo após a comprados livros didáticos. Então, durante o semestre, gastarão apenas algumas horas por capítulo para preparar os trabalhos de aula. A aula é apenas uma maneira de ativar a informação. Competência e confiança se torna comum nos trabalhos ao se estudar de uma maneira relaxada e eficiente
  • Para a leitura de um livro com a finalidade de fazer um trabalho de escola, Sue Boehlke gastou apenas 30 minutos para estudar um livro de 600 páginas. Um outro FotoLeitor comentou ter lido centenas de fotocópias de diversos materiais mais um livro, em apenas 70 minutos para escrever um trabalho de mestrado. Em ambos os casos os estudantes receberam nota máxima pelos trabalhos.
  • Pessoalmente, eu freqüentei um curso de Psicologia Educacional de 5 semanas no qual tive que estudar um tópico. Durante aquelas semanas eu investi 18 minutos de FotoLeitura e 60 minutos com outras partes do sistema. De acordo com o professor, um especialista de renome nacional, o meu desempenho foi o suficiente para ter nota máxima no exame final de quase duas horas de duração. A minha experiência foi maravilhosa enquanto vários dos meus colegas tiveram que ler por 9 horas em um final de semana para preparar apenas dois capítulos para a aula.

Direito: advogados trabalhando com estudos de caso percebem que podem revisar vários volumes em minutos. É muito mais simples retirar os pontos chaves dos materiais de referência.

  • Um advogado, Charles Faulkner, levou apenas 3 minutos para FotoLer um manual de 300 páginas sobre especificações legais do Departamento de Transporte. Então, rapidamente ele se voltou para um parágrafo que continha a informação necessária para ganhar o caso. O especialista do estado, que não foi capaz de achar o parágrafo, espantou-se com a façanha do advogado.

 Medicina: médicos conseguem se manter atualizados com as últimas pesquisas sem comprometer o seu tempo muito valioso. Existem poucas profissões que mudam tanto quanto a medicina. Manter-se na frente com procedimentos inovadores não nem um pouco difícil com a FotoLeitura.

  • Bernard Marichal, um médico de Bruxelas, FotoLeu e ativou vários tópicos na área de homeopatia. Três meses depois ele preparou uma apresentação para a sua associação profissional. O brilhantismo de sua apresentação levou sete outros médicos a se inscreverem no próximo curso de FotoLeitura de Bruxelas.

Desenvolvimento Pessoal: pense no impacto de conseguir ler toda aquela pilha de livros sobre desenvolvimento pessoal.

  • Antes de dormir, você pode FotoLer livros inspiradores e positivos. O material causa impressões profundas na mente interior que terão uma influência benéfica em sua vida. A FotoLeitura também influência de maneira positiva os sonhos.
  • FotoLer livros sobre “como fazer” comprovadamente faz uma grande diferença. Dois amigos a anos que jogam tênis juntos. Um deles fez o curso de FotoLeitura e FotoLeu cinco livros sobre tênis. O seu jogo teve uma melhora significativa que deixou seu amigo impressionado. Ao perguntar sobre como aconteceu seu milagroso desenvolvimento, o amigo se inscreveu no próximo curso de FotoLeitura. O resultado final foi a mesma melhora em seu jogo de tênis.

Espalhando o Paradigma da FotoLeitura

Quem sabe o que o futuro irá nos trazer? Talvez, algum dia possa existir técnicas que vão além da FotoLeitura.

Até lá, FotoLeitores continuarão a absorver as informações de livros, disco laser e computadores. Empregando uma vasta quantidade de informação para mudar os seus mundos e o mundo a sua volta.

O potencial da FotoLeitura é apenas limitada pela imaginação. Lembre-se, o que a mente cria e acredita, pode ser conseguido.


fotolei2

Referências

Dixon, N. F. Preconscious Processing. NY: Wiley, 1981.

Investor’s Daily, A Typical Executive Spends 38% of theDay Reading by The Associated Press, Education Section August 16, 1991.

Charles A. Reading Ability. NY: Oxford University Press, 1985.

Smith, Frank. Reading Without Non-sense. Columbia University, NY: Teachers College Press, 1979.

Stauffer, Russell. Teaching Reading as a Thinking Process. NY: Harper & Row, 1969.

Wenger, Win. A Method for Personal Growth & Development. Gaithersburg. MD: Project Rennaisance, 1987.

Zink, Nelson. Nightwalking Anchor Point, Vol. 6, Nº 7, July 1992.

Nota: O curso de FotoLeitura foi originalmente desenvolvido para Peter Kline, autor do livro The Everyday Genius, e seu cliente IDS/American Express. A empresa Learning Strategies Corporation começou a oferecer o curso para o público em geral a partir de janeiro de 1986. Em maio do mesmo ano, o currículo foi aprovado pelo Departamento de Educação do Estado de Minnesota. O programa é agora ensinado através do mundo em várias línguas, por instrutores treinados na Learning Strategies Corporation, que está licenciada como uma escola privada.

Tradução: Huáras Duarte

Para maiores informações ligue ou escreva para:
Learning Strategies Corporation
900 East Wayzata Boulevard, Wayzata, Minnesota, 55391-1857.
Telefone INT (612)475-9200 e fax (612) 475-2373.

Internet http://www.photoreading.com/

Livro de Fotoleitura em português:
Fotoleitura, o Sistema Whole Mind - Paul R. Scheele - Summus

Veja também www.omnismind.com.br em português

As imagens e a marca são propriedade da Learning Strategies Corporation

Proibido o uso sem permissão

 

 

 

 

 

 

Você está aqui: Home FOTOLEITURA Usar o seu cérebro como um todo para ler e aprender é bem mais fácil do que você possa imaginar