Processo para Conquista de Metas

 Saber o que você quer é fundamental para a PNL. Tão importante quanto isso, é Ter certeza de que o que você quer vale realmente a pena, para que você se sinta satisfeito quando alcançar a sua meta. A série de perguntas a seguir vai ajudá-lo a desenvolver suas metas para que elas mereçam ser alcançadas, e para que se ajustem à pessoa que você deseja se tornar. Elas são conhecidas na PNL como Condições para a Boa Formulação de Metas.

Selecionar uma Meta Específica

 Primeiro, o que você quer? Escolha uma meta ou desejo. Se você pensa imediatamente em várias metas, elas se assemelham de alguma forma? Por exemplo, se você quer terminar a tempo os seus projetos, completar uma tarefa e começar a praticar exercícios, tudo isso está relacionado com a sua motivação. Se você pensa em várias metas que não se assemelham, escolha uma para começar.

 A PNL descobriu que a maneira como você pensa a respeito da sua meta faz uma grande difeença. Você pode pensar sobre a mesma meta de uma forma que facilite alcançá-la ou que a torne quase impossível. As perguntas a seguir vão garantir que você esteja pensando na sua meta de forma a torná-la mais fácil de atingir.

 Certifique-se de que sua meta esteja formulada em termos do que você quer, e não do que não quer. Por exemplo, se a sua meta é "Quero que meus colaboradores parem de se queixar", ou "Quero parar de me sentir mal quando minhas propostas não são aceitas", ou "Quero não falar tão rápido durante as minhas apresentações", você está pensando no que não quer.

 Mas você pode facilmente transformar isso no que você quer. "Quero que meus colaboradores assumam a responsabilidade por suas tarefas." "Quero aceitar meus feedbacks como oportunidades de melhorar minhas propostas e técnicas de comunicação." "Quero ser consciência da minha voz ao falar e Ter flexibilidade para ajustá-la, quando quiser."

 Quando as pessoas pensam no que não querem, ou no que querem evitar, quase sempre é isso que produzem em suas vidas, porque é nisso que suas mentes estão focalizadas. Esses são mais alguns exemplos dos efeitos das frases estruturadas na negativa. Passar a falar o que você quer, e não o que não quer, é simples e faz uma enorme diferença.

Certifique-se de que sua meta esteja formulada de uma forma que você mesmo possa alcançá-la, não importa o que as outras pessoas fizerem. Se suas metas exigem que outras pessoas mudem, mesmo que essas mudanças sejam uma boa idéia, isso o faz mais vulnerável e impotente. Significa que você não será capaz de Ter o que quer se não conseguir que os outros mudem. Embora todos nós queiramos coisas dos outros e para os outros, é importante formular nossas metas de modo que sejamos capazes de alcançá-las, não importa o que as outras pessoas fizerem.

 Isto pode parecer impossível ou egoísta de início, portanto vamos fazer alguns exercícios. Vivenciar nossas próprias habilidades e forças pode fazer uma diferença extraordinária. Diga que sua meta é: "Quero que meu chefe para de me ciriticar." Visto que isso exige que seu chefe mude, é uma coisa que foge ao seu controle. Esta meta o coloca em uma posição vulnerável, de pendente da mudança do seu chefe.

 Se você a formular assim, "O que posso fazer, ou vivenciar, que me permitirá permanecer cheio de recursos, não importando o que o meu chefe pense?", o responsável por sua meta será você. Isso lhe permite Ter noção do seu próprio valor e habilidade para agir mesmo quando o seu chefe o criticar. Talvez você precise se sentir mais seguro nessas ocasiões, e capaz de discernir com o que você concorda ou não. Essa segurança o coloca em posição muito mais vantajosa, porque poderá conseguir o que deseja, permanecendo cheio de recursos e sem perder a confiança, mesmo que o seu chefe continue a criticá-lo.

 Vejamos um outro exemplo. A sua dificuldade é: "A minha melhor funcionária se demitiu e eu a quero de volta." Visto que você não tem nenhum controle sobre se ela vai voltar ou não, você pode se perguntar, "O que a volta dela faria por mim?" Talvez o relacionamento de trabalho entre vocês dois fosse a melhor coisa que você já teve. Talvez ela fosse eficiente e o fizesse saber quando suas instruções não estavam claras. Talvez você se sentisse à vontade delegando-lhe tarefas, o que lhe permitia sentir-se satisfeito com o que fosse realizado.

 Agora você tem uma relação de metas sob o seu controle. Você pode encontrar outras formas de tornar a sua vida e suas habilidades de comunicação mais eficazes. Você pode achar outros meios de se sentir confortável e aprender a delegar poderes a outras pessoas eficientes. Você pode fazer tudo isso se aquela funcionária voltar ou não.

Faça este mesmo tipo de reformulação com sua meta, se necessário. Certifique-se de que ela esteja realmente estruturada na forma positiva e que é algo pelo qual você pode fazer alguma coisa.

Conhecer a Evidência para a Conquista da Sua Meta

 Como você vai saber que atingiu a sua meta? Algumas pessoas não Têm como saber se alcançaram ou não as suas metas. Isso porque não têm como medir se o seu comportamento diário as está aproximando ou afastando de suas metas. Elas nunca conseguem se sentir satisfeitas realizando alguma coisa. Por exemplo, uma das suas metas pode ser Ter mais sucesso. Se você não tem uma prova sensorial específica - o que verá, ouvirá e sentirá - que lhe diga o que é o "sucesso". Para você, sucesso pode ser fazer alguém sorrir, conseguir um emprego, chegar a um determinado salário, ou qualquer outra coisa específica mas, se não definir isso, não vai conseguir nada.

 Lembre-se da meta que selecionou na seção anterior. Evidência e meta estão intimamente relacionadas? Certifique-se de que a evidência lhe dá um feedback bom e realístico para saber se você está alcançando a sua meta ou não. Digamos que sua meta seja tornar-se um gerente eficaz e que a evidência para isso é sentir-se bem no final do dia. Sentir-se bem no final do dia é maravilhoso, mas não tem necessariamente nada a ver com ser um gerente eficaz. Uma evidência melhor seria observar seus empregados fazendo diversas tarefas melhor do que faziam antes.

 Digamos que a sua meta seja ser um supervisor eficaz e você sente que é bom quando seus operários lhe dizem que está fazendo um bom trabalho. Novamente, isso está longe de ser a melhor evidência. Se quiser que seus operários lhe digam, "Você é ótimo", provavelmente está sendo indulgente e perdendo oportunidades de melhorar o desempenho deles. Mais uma vez, a melhor evidência seria observar e ouvir palavras que demonstrem aumento de produtividade, desempenho e satisfação no trabalho.

Outra dificuldade típica na formulação da evidência de metas é colocá-la num futuro muito distante. Inúmeros executivos condicionam felicidade e satisfação com Ter a casa certa, a esposa certa e o salário certo. Tudo isso é maravilhoso, mas é realmente tão importante que você precise se abster de ser feliz até lá? A maioria das pessoas acham muito mais motivante Ter algumas recompensas pelo caminho. Isso pode assumir a forma de pequenas metas, facilitando o encontro de evidências da conquista de uma meta maior. Afinal de contas, se tiver que terminar o relatório, fazer a proposta, fechar o negócio, ganhar uma nova conta, quebrar um recorde antigo, qualificar-se para um aumento, você pode se recompensar por Ter simplesmente terminado o relatório. Haverá muito mais relatórios que aumentos, e quanto melhor se sentir a respeito deles, mais os fará e mais cedo o aumento vai chegar.

 Agora, confira a sua própria meta para saber quando se sentirá feliz por tê-la terminado e faça os ajustes que achar motivantes. Considere a possibilidade de conquistar metas menores ao longo do caminho para as suas grandes realizações.

Selecionar Onde, Quando e com Quem Você Deseja Alcançar a Sua Meta

 É importante pensar em quando você quer e quando não quer a sua meta. Por exemplo, se ela é "sentir-se confiante", você precisa se sentir confiante o tempo todo? Você quer se sentir confiante pilotando um avião, se não foi treinado para ser piloto, ou caminhando numa corda a cem pés de altura? As pessoas costumam querer uma determinada sensação o tempo todo quando não acreditam que possam chegar a tê-la. Sentir-se confiante quando você foi treinado e domina a técnica faz dessa confiança algo sólido e apropriado. Neste caso, você pode explorar inúmeras sensações possíveis na vida, inclusive: curiosidade, desejo, competitividade, compaixão, sensibilidade, fidelidade, tenacidade, amor e tantos outros.

 É muito mais fácil alcançar uma meta quando se presta atenção onde, quando e com quem ela é adequada. Se quiser que uma meta esteja envolvida em todos os aspectos da sua vida, considere onde ela faria mais diferença e comece por aí. O que você vai ver, ouvir e sentir que lhe permitirá saber que é hora de alcançar a sua meta? Por exemplo, "Quando vejo a oportunidade x , quero me sentir motivado".

 Agora, coloque a sua meta onde, quando e com quem você quer para que ela realmente aconteça.

Confira a Ecologia da Sua Meta

Às vezes, na nossa pressa de atingir metas, podemos perder de vista outros aspectos de nossas vidas. Isso pode se resumir com a frase "tudo que for necessário". Quem fez "tudo que foi necessário" tem uma história diferente para contar. Seu passado quase sempre é um desfilar de casamentos fracassados, amizades perdidas e filhos afastados. Quando o sucesso finalmente chega, essas pessoas descobrem que não são capazes de desfrutá-lo porque dedicaram suas vidas unicamente ao trabalho. Os exercícios de descoberta de missão no Capítulo Três destinam-se a lhe dar uma visão mais ampla da sua vida e do lugar que você ocupa no mundo, para que possa apreciar a jornada e a recompensa. Agora, é hora de pensar nas outras pessoas que participam da sua vida também. Como a conquista das suas metas as afetará. Considere os aspectos positivos e negativos. Vai lhe tomar um tempo que seria dedicado a outras coisas? Vai mudar a sua maneira de se relacionar com colaboradores, colegas, amigos ou família? Descubra as dificuldades produzidas pela realização dos seus sonhos, não pra se dissuadir de realizá-los, mas para permitir que você, prevendo-as, se prepare para enfrentá-las. Como pode enriquecer, aprimorar ou ajustar a sua meta para que aquilo que possa ser uma conseqüência negativa se torne uma oportunidade positiva. Quase sempre, basta incluir as outras pessoas no seu sucesso. A maioria gosta de participar, especialmente se for de um sucesso. Faça esses ajustes agora para, quando atingir a sua meta, se sentir feliz com isso.

São quatro os exercícios para o Processo para Conquista de Metas. O primeiro, o Exercício 18, trata de metas para o resto da sua vida.

Exercício 18: Criando um Futuro Atraente

    1. Monte o Cenário. Pense onde estará amanhã - imagine. Observe como é este amanhã, as suas cores, imagine-o com todos os detalhes. Esta imagem do futuro ocorre em um determinado cenário do seu teatro interior.
    2. Observe o teatro interior em três dimensões que você montou - ele tem sons e imagens. Você pode até se colocar no palco.

    3. Veja-se no Futuro Desempenhando o Papel que Escolheu.
    4. Agora, neste teatro interior, mental, veja-se vividamente no futuro, alcançando sua meta. É como se o futuro estivesse logo ali - perto, luminoso e colorido também. Do outro lado de uma lacuna ou linha de tempo, você se vê alcançando aquela meta em particular. Veja e ouça todos os detalhes desdobrando-se agradavelmente.

    5. Formule Bem a Sua Meta. Ao se ver desempenhando aquele papel de maneira extraordinária, confira esta lista de seis condições de metas para se certificar de estar formulando bem a sua
      • A meta que você vê é positiva - é o que você faz, não o que evita fazer.
      • Você quer fazer isto. É um "querer", não um "gostaria".
      • É você que está fazendo, não uma outra pessoa.
      • Você pode fazer isto - não é uma coisa impossível.
      • A meta é específica, não é geral.
      • A meta é ecológica: Você pode prever os efeitos desta meta e se certificar de que são positivos para as pessoas afetadas por sua conquista.
    6. Torne a Sua Imagem Atraente. Agora use vários tipos de efeitos especiais na sua imaginação ao se ver tendo conquistado essa meta lá no futuro. Você pode usar uma visão de raio X para ver mais de perto como funcionam a sua mente e o seu corpo. Você pode usar certas cores, para ilustrar estados emocionais que lhe forem agradáveis ali. Pode usar telas múltiplas para ver diferentes coisas acontecendo, e diferentes situações ou épocas relacionadas com essa meta específica. Veja a meta de forma vívida e brilhante, e observe as suas três dimensões. Ao aumentar e aproximar a conquista da sua meta, tornando-a vibrante e muito atraente, perceba também o seu corpo e as suas pretensões. Não se apresse e sinta prazer nesta visão - nesta obra prima que você está criando, dirigindo e se tornando.
    7. Observe a Trilha. Preste atenção ao que está sendo conquistado e como isso é atraente - aproximando-o de você. Agora observe que existe um caminho que vai do momento presente àquele determinado momento no futuro. É uma espécie de trilha através do tempo.

Agora você pode ver, ouvir, sentir este futuro atraente - a sua meta para um determinado papel. Esta meta atraente ajusta-se à sua missão. E existe uma trilha até ela.

Saber quando você vai desempenhar bem um determinado papel não basta. Você precisa de um meio de chegar lá, e precisa saber como caminhar por esta trilha. O desenvolvimento de um plano realístico, exeqüível, é a principal diferença entre sonhadores ociosos e realizadores visionários. Você pode começar a ser um realizador visionário usando os exercícios deste livro. 

Do livro: PNL, A Nova Tecnologia do Sucesso - Steve Andreas e Charles Faulkner - Ed. Campus

Você está aqui: Home METAS Processo para Conquista de Metas